Transtorno de pânico

A síndrome do pânico é um transtorno muito difícil de ser enfrentado, tanto para quem o possui, como também para os que convivem com alguém que apresente essa doença. Infelizmente muitos ainda não compreendem o grau de sofrimento e luta que o indivíduo com pânico enfrenta, taxando muitas vezes que este esteja exagerando, querendo chamar a atenção do outros ou até que esteja mentindo. Por isso é necessário ressaltar que a síndrome do pânico deve ser encarada com seriedade e é fundamental que se procure ajuda profissional.

Uma das características essenciais deste transtorno são os ataques recorrentes de uma ansiedade grave chamados de "ataques de pânico". Esses ataques não ocorrem em situações ou em circunstâncias determinadas, porém são imprevisíveis.

Os sintomas aparecem inesperadamente, sem causa aparente. Entre esses sintomas estão palpitações, dores no peito, tontura, náusea, dificuldade para respirar, sensação de formigamento, calafrios, distorções de percepção da realidade, terror, medo de perder o controle, medo de enlouquecer, medo de morrer. A crise de pânico dura vários minutos e é uma das situações mais angustiantes que podem ocorrer a alguém.

Deve-se ter cautela e não fazer um diagnóstico principal de transtorno de pânico quando a pessoa apresenta um transtorno depressivo no momento da ocorrência de um ataque de pânico, pois neste caso provavelmente os ataques de pânico são secundários à depressão.

O tratamento é elaborado de acordo com o grau das crises e o histórico do indivíduo. Algumas vezes, junto à psicoterapia, é necessário recorrer ao auxílio de medicamentos prescritos por psiquiatras , para uma resposta mais rápida e maior sucesso da intervenção.
Rua Comendador Miguel Calfat, 128
Itaim Bibi - Cep: 04537-080 - São Paulo - SP
Telefone: 55 (11) 3045.2035
E-mail: contato@psicologajulianacampos.com.br
Criação de Sites Profissionais – em Campinas, São Paulo - SP